Personagens de outros tempos “regressam” ao Castelo da Feira para quatro visitas encenadas

Castelo

  • Comentar
  • Imprimir
  • Adicionar aos Favoritos

Nos dias 7 e 8 de outubro, o Castelo da Feira abre as portas para quatro visitas encenadas que vão transportar os visitantes pelas histórias e memórias do ex-libris feirense, numa viagem no tempo guiada por personagens de outros tempos. Uma iniciativa da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e Comissão de Vigilância do Castelo para celebrar o Dia Nacional dos Castelos (7 de outubro).

Em cada uma das visitas, os vários espaços do Castelo serão palco de sete quadros teatrais, protagonizados por atores do Grupo de Teatro Experimental do Orfeão da Feira, elucidativos das transformações históricas mais relevantes do edifício, classificado como Monumento Nacional.

Ao longo da História, o Castelo da Feira desempenhou várias funções. Foi castro de ocupação romana, baluarte contra as invasões normandas, forte militar na época da Reconquista, sede de região militar, centro político que levou à independência de Portugal e habitação de famílias reais e nobres.

As visitas encenadas terminam na Capela da Nossa Senhora da Encarnação (Capela do Castelo), com um momento musical de violino, violoncelo, guitarra barroca e cravo.

No Dia Nacional dos Castelos, 7 de outubro, as visitas encenadas são de acesso gratuito, como forma de celebrar a efeméride. A primeira realiza-se às 21h30 e a segunda às 23h00 (ambas já esgotadas).

No domingo, 8 de outubro, as visitas encenadas têm um valor de entrada correspondente ao bilhete de acesso ao Castelo. A primeira realiza-se às 11h00 e a segunda às 15h00.

Todas as visitas encenadas estão limitadas à participação de 40 pessoas, de forma a garantir o melhor acompanhamento e comodidade por parte dos visitantes, pelo que é necessária a inscrição prévia, através de formulário on-line (http://bit.ly/visenc).
Foto: DR

Sem Comentários para “Personagens de outros tempos “regressam” ao Castelo da Feira para quatro visitas encenadas”

escreva um comentário.

Deixe o seu comentário