Maria Bethânia levou grandes sucessos à Invicta

Maria Bethania

  • Comentar
  • Imprimir
  • Adicionar aos Favoritos

Vieram de vários pontos do país. Pessoas de todas as idades. Uns com sotaque português, outros brasileiro, mas todos tinham como destino a sala mais emblemática de espectáculos da Invicta, o Coliseu do Porto, para ali assistirem a um concerto marcado por um repertório que incluiu os grandes clássicos dos 52 anos de carreira de uma das maiores vozes de sempre da música brasileira.

Maria Bethânia era o nome que se ouvia ontem, dia 25, na boca do público que esgotou a sala de espectáculos da Rua Passos Manuel. Este reencontro da cantora com os fãs ficou marcado numa noite de memórias pelos Grandes Sucessos além de outras canções que também marcaram o seu percurso, de compositores que acompanharam a sua carreira, como Caetano Veloso ou Chico Buarque.

A cantora brasileira de 71 anos entrou em palco descalça e de forma serena agradecendo com o seu sorriso os fortes aplausos que recebia e que entoaram a sala.

«Gema» foi a primeira das mais de 20 canções que a artista apresentou num concerto de aproximadamente duas horas.

Seguiu-se «O quereres» e «A Dona do Raio e do Vento» foi o primeiro momento poético da noite. Já na reta final do espetáculo, a artista recordou Amália Rodrigues – “Amália sempre e agora”, disse.

Tratou-se de um verdadeiro best of que ficou ainda marcado por canções que Bethânia só recentemente começou a cantar, como “Non, Je ne Regrette Rien”, o tema de Charles Dumont que Édith Piaf tornou célebre.

A cantora, nascida na Bahia, é desde os anos 60 uma referência para muitas gerações de fãs, tendo já apresentado esta digressão em várias cidades brasileiras, antes de viajar para Portugal com este espectáculo, que esteve também no palco do Coliseu de Lisboa. Na noite de ontem, no Porto, a cantora apresentou clássicos na sua voz, como “Negue”, “É o Amor”, “Olhos nos Olhos”, “Começaria Tudo Outra Vez”, “Explode Coração” e “Fera Ferida” e ainda um medley de sambas de roda costurados por “Reconvexo” (Caetano Veloso), sem deixar o Brasil rural de lado e novas músicas com a sua voz.

A banda que a acompanha conta com Jorge Helder (contrabaixo), Túlio Mourão (piano), Paulo Dafilim (violas e violão), Pedro Franco (violão, bandolim e guitarra), Marcio Mallard (cello), Carlos César (bateria) e Marcelo Costa (percussão).

O espectáculo terminou com o o Encore – «Explode Coração».

Sem Comentários para “Maria Bethânia levou grandes sucessos à Invicta”

escreva um comentário.

Deixe o seu comentário